Estou cansado de tudo, me enoja sempre o joguinho ridículo e repetitivo de palavras, me irrita, todo dia jogar o mesmo jogo e sempre chegar ao mesmo local de partida. Pra mim a resposta pra tudo já é ‘tanto faz’, porque sendo totalmente sincero nada me agrada. Por isso deito na cama toda noite e fico olhando as sombras projetadas no teto, esse momento, é o meu momento de paz, onde posso pensar com meus botões e odiar a todos com um sorriso de satisfação estampado no rosto, onde eu já não preciso fingir que gosto de todos. Onde eu posso ser eu mesmo, é mais ou menos aqui, onde eu me encontro imaginando formas impossíveis de sumir, encolher até ficar um grão de poeira e sair voando pelos ares. Adormeço um pouco, acordando somente para largar meus sonhos na cama e participar de um novo jogo, um jogo que eu sempre perco. Acordo e olho meus olhos escuros, apenas dois pontos negros, insondáveis e obscuros. Poços negros de uma alma perturbada, tão visivelmente sem sentimento, sem aparente clemência e misericórdia, só indiferença, mas pra dizer a verdade é assim mesmo que levo o dia, indiferente, não acho nenhuma outra palavra que me descreva tão bem quanto indiferente, não ligo pra mais nada, tudo é só vazio, tudo é só sombras e escuridão, pra mim tanto faz e sinceramente já nem ligo mais se os outros acham isso bonito ou feio, tanto faz se me veem como revoltado, tanto faz. Sou isso e pronto. Nasci e pretendo morrer assim, mas nem sempre fui assim tão vazio, eu sempre me achei bastante cheio de vida até ter decepções o suficiente pra largar de ser idiota. Tudo aquilo que errei serviu como experiência, me endureci e já não importa mais os motivos, apenas importa que o meu ser é assim, assim e só assim. Gostaria de dizer que desde que você foi embora eu não consigo mais viver nem existir, mas não é assim. Pra dizer a verdade nunca dependi muito das outras pessoas, desde que era criança eu já era independente, eu sempre vivi muito na minha e sei viver muito bem sem você, todos os que foram fazem falta, de uma maneira ou outra, mas ainda sim, já me conformei com tudo, já me conformei com minha distância e indiferença, mas a saudade de vez em quando bate na porta, de vez em quando ela vem, trazendo amigas: as lembranças. Mas nunca me deixei entristecer pelo final, acho até que foi melhor, afinal não gosto de fingir, o amor acabou, é simples. Simples demais. Fico pensando como coisas tão complexas e inimagináveis possam ser tão facilmente quebradas, conexões tão firmes, possam ser quebradas como pedaços de vidro de uma garrafa vagabunda, todos entram e saem, fácil assim, sem impedimento algum, mas todos deixam uma marca e, com o tempo aprendi a lidar com isso sozinho, agora, conto como principal confidente eu mesmo, já perdi as esperanças em tudo, em projetos e sonhos inacabados, todos vão embora algum dia, percebi que ‘Para Sempre’ só em contos de fadas, percebi que 'Feliz Para Sempre' é uma incógnita grande demais para se lidar, que é tão impossivelmente de existir que é até engraçado que pessoas pensem que vão alcançar esse total estado de êxtase. Mas apesar de tudo a vida prossegue, dolorosa ou não. Feliz ou não. Com ou sem você. (Acirrado)


slap in the face: #My Shits  #Nossa.  #lixo mesmo  #kk  
2 years ago - 6 notes